11 de dez de 2014

Os indicados ao Globo de Ouro 2015


E saíram as indicações ao Globo de Ouro, que não apresentam nenhuma grande surpresa quanto a tudo que vinha sendo comentado e especulado. Surpreendente mesmo é ver a inclusão de filmes como Mapa para as Estrelas e Grandes Olhos na categoria comédia, porém mesmo tal bizarrice se explica pelo eterno esvaziamento desta categoria em relação aos filmes dramáticos – considerados desde sempre como aqueles que verdadeiramente levam chance na corrida para o Oscar. Os prêmios serão entregues no dia 11 de janeiro de 2015. Confiram abaixo a lista com todos os concorrentes:

Cinema
Filme (drama)
Boyhood
Foxcatcher
O Jogo da Imitação
Selma
A Teoria de Tudo

Filme (comédia ou musical)
Birdman
O Grande Hotel Budapeste
Caminhos da floresta
Pride
Um Santo Vizinho

Direção
Wes Anderson (O Grande Hotel Budapeste)
David Fincher (Garota Exemplar)
Ava Duvernay (Selma)
Alejandro Gonzalez Innaritu (Birdman)
Richard Linklater (Boyhood)

Ator (drama)
Steve Carell (Foxcatcher)
Benedict Cumberbatch (O Jogo da Imitação)
Jake Gyllenhaal (O Abutre)
David Oyelowo (Selma)
Eddie Redmayne (A Teoria de Tudo)

Atriz (drama)
Jennifer Aniston (Cake)
Felicity Jones (A Teoria de Tudo)
Julianne Moore (Still Alice)
Rosamund Pike (Garota Exemplar)
Reese Witherspoon (Livre)

Atriz (comédia ou musical)
Amy Adams (Grandes Olhos)
Emily Blunt (Caminhos da Floresta)
Julianne Moore (Mapa para as Estrelas)
Quvenzhané Wallis (Annie)
Helen Mirren (A 100 Passos de um Sonho)

Ator (comédia ou musical)
Ralph Fiennes (O Grande Hotel Budapeste)
Michael Keaton (Birdman)
Bill Murray (Um Santo Vizinho)
Joaquin Phoenix (Vício Inerente)
Christoph Waltz (Grandes Olhos)

Roteiro
Wes Anderson (O grande Hotel Budapeste)
Gillian Flynn (Garota Exemplar)
Alejandro González Inarritu, Nicolas Giacobone, Alexander Dinelaris, Jr. (Birdman)
Richard Linklater (Boyhood)
Graham Moore (O Jogo da Imitação)

Atriz Coadjuvante
Patricia Arquette (Boyhood)
Jessica Chastain (A Most Violent Year)
Keira Knightley (O Jogo da Imitação)
Emma Stone (Birdman)
Meryl Streep (Caminhos da Floresta)

Ator Coadjuvante
Robert Duvall (O Juiz)
Ethan Hawke (Boyhood)
Edward Norton (Birdman)
Mark Ruffalo (Foxcatcher)
J. K. Simmons (Whiplash: Em Busca da Perfeição)

Filme Estrangeiro
Force Majeure (Suécia)
Gett: The trial of Viviane Amsalem (França)
Ida (Polônia)
Leviathan (Rússia)
Tangerines (Estônia)

Filme de Animação
Operação Big Hero
Festa no Céu
Os Boxtrolls
Como Treinar seu Dragão 2
Uma Aventura Lego

Trilha Sonora
Alexandre Desplat (O Jogo da Imitação)
Yohan Yohanson (A Teoria de Tudo)
Trent Reznor (Garota Exemplar)
Antonio Sanchez (Birdman)
Hans Zimmer (Interestelar)

Canção Original
Big Eyes, de Grandes olhos (Lana Del Ray)
Glory, de Selma" (John Legend, Common)
Mercy Is, de Noé (Patty SMith, Lenny kaye)
Opportunity, de Annie
Yellow Flicker Beat, de Jogos Vorazes: A Esperança - Parte 1 (Lorde)

TV
Série (Drama)
The Affair
Downton Abbey
Game of Thrones
The Good Wife
House of Cards

Série (Comédia ou Musical)
Girls
Jane the Virgin
Orange Is the New Black
Silicon Valley
Transparent

Atriz em Série Dramática
Claire Danes (Homeland)
Viola Davis (How to Get Away With Murder)
Julianna Margulies (The Good Wife)
Ruth Wilson (The Affair)
Robin Wright (House of Cards)

Ator em Série Dramática
Clive Owen (The Knick)
Liev Schreiber (Ray Donovan)
Kevin Spacey (House of Cards)
James Spader (The Blacklist)
Dominic West (The Affair)

Ator em Série – Comédia ou Musical
Don Cheadle (House of Lies)
Ricky Gervais (Derek)
Jeffrey Tambor (Transparent)
Louis C.K. (Louie)
William H. Macy (Shameless)

Atriz em Série – Comédia ou Musical
Lena Dunham (Girls)
Edie Falco (Nurse Jackie)
Julia Louis-Dreyfus (Veep)
Gina Rodriguez (Jane the Virgin)
Taylor Schilling (Orange is the New Black)

Minissérie ou Telefilme
Fargo
The Missing
True Detective
The Normal Heart
Olive Kitteridge

Ator em Minissérie ou Telefilme
Martin Freeman (Fargo)
Woody Harrelson (True Detective)
Matthew Mcconaughey (True Detective)
Mark Ruffalo (The Normal Heart)
Billy Bob Thornton (Fargo)

Atriz em Minissérie ou Telefilme
Maggie Gyllenhaal (The Honorable Woman)
Jessica Lange (American Horror Story)
Frances McDormand (Olive Kitteridge)
Frances O'Connor (The Missing)
Allison Tolman (Fargo)

Atriz Coadjuvante em Série, Minissérie ou Telefilme
Uzo Aduba (Orange is the New Black)
Kathy Bates (American Horror Story)
Joanne Froggatt (Downton Abbey)
Allison Janney (Mom)
Michelle Monaghan (True Detective)

Ator Coadjuvante em Série, Minissérie ou Telefilme
Matt Bomer (The Normal Heart)
Alan Cumming (The Good Wife)
Colin Hanks (Fargo)
Bill Murray (Olive Kitteridge)
Jon Voight (Ray Donovan)

10 de dez de 2014

Indicações ao SAG confirmam favoritismo de Boyhood e Birdman


Está aberta a temporada das grandes premiações. A lista de indicados aos Globos de Ouro (ou Golden Globe Awards) só sai amanhã, mas no que diz respeito ao setor das interpretações uma das mais importantes prévias para o Oscar são as indicações ao SAG Awards (premiação do sindicato americano dos atores). Como já era de se esperar, na parte de cinema os bombadíssimos Boyhood e Birdman despontam como favoritos. Também bem lembrados foram A Teoria de Tudo e O Jogo da Imitação. Na telinha, continuam se sobressaindo séries que fizeram sucesso em premiações anteriores, como Modern Family, The Big Bang Theory, Homeland e Game of Thrones. Ao que parece, a única habituée que não marcou desta vez foi Jessica Lange (American Horror Story). Confiram a lista de indicados abaixo:

Cinema: 
Ator
Steve Carell (Foxcatcher)
Benedict Cumberbatch (O Jogo da Imitação)
Jake Gyllenhaal (O Abutre)
Michael Keaton (Birdman)
Eddie Redmayne (A Teoria de Tudo)

Atriz
Jennifer Aniston (Cake)
Felicity Jones (A Teoria de Tudo)
Julianne Moore (Still Alice)
Rosamund Pike (Garota Exemplar)
Reese Witherspoon (Livre)

Ator Coadjuvante
Robert Duvall (O Juiz)
Ethan Hawke (Boyhood)
Edward Norton (Birdman)
Mark Ruffalo (Foxcatcher)
J.K. Simmons (Whiplash: Em Busca da Perfeição)

Atriz Coadjuvante
Patricia Arquette (Boyhood)
Keira Knightley (O Jogo da Imitação)
Emma Stone (Birdman)
Meryl Streep (Caminhos da Floresta)
Naomi Watts (Um Santo Vizinho)

Melhor Elenco
Birdman
Boyhood
O Grande Hotel Budapeste
O Jogo da Imitação
A Teoria de Tudo

TV:
Ator em Telefilme ou Minissérie
Adrien Brody (Houdini)
Benedict Cumberbatch (Sherlock)
Richard Jenkins (Olive Kitteridge)
Mark Ruffalo (The Normal Heart)
Billy Bob Thornton (Fargo)

Atriz em Telefilme ou Minissérie
Ellen Burstyn (Flowers in the Attic)
Maggie Gyllenhall (The Honorable Woman)
Frances McDormand (Olive Kitteridge)
Julia Roberts (The Normal Heart)
Cicely Tyson (The Trip to Bountiful)

Ator em Série Dramática
Steve Buscemi (Boardwalk Empire)
Peter Dinklage (Game of thrones)
Woody Harrelson (True Detective)
Matthew McConaughey (True Detective)
Kevin Spacey (House of Cards)

Atriz em Série Dramática
Claire Danes (Homeland)
Viola Davis (How to Get Away with Murder)
Julianna Margulies (The Good Wife)
Tatiana Maslany (Orphan Black)
Maggie Smith (Downton Abbey)
Robin Wright (House of Cards)

Ator em Série de Comédia
Ty Burrell (Modern Family)
Louis C.K. (Louie)
William H. Macy (Shameless)
Jim Parsons (The Big Bang Theory)
Eric Stonestreet (Modern Family)

Atriz em Série de Comédia
Uzo Aduba (Orange is the New Black)
Julie Bowen (Modern Family)
Edie Falco (Nurse Jackie)
Julia Louis-Dreyfus (Veep)
Amy Poehler (Parks and Recreation)

Elenco de Série Dramática
Boardwalk Empire
Downton Abbey
Game of Thrones
Homeland
House of Cards

Elenco de Série de Comédia
The Big Bang Theory
Brooklyn Nine-Nine
Modern Family
Orange is the New Black
Veep

2 de dez de 2014

Homens, Mulheres e Filhos


Muito já foi dito sobre as facilidades e armadilhas de um mundo excessivamente conectado, no qual as pessoas deixam que estranhos tenham acesso à sua intimidade de um modo que não deixariam na vida real. O argumento proposto por Jason Reitman em seu mais recente filme, embora esteja longe de ser novo, é desenvolvido de maneira envolvente e muito relevante.

Com uma estrutura multiplot, acompanhamos um grupo de jovens do ensino médio, seus pais e as diferentes reações de cada um deles aos novos modelos sociais regidos pela internet. Enquanto a mãe de Hanna é permissiva a ponto de deixar a filha se expor em um site que beira a criminalidade, a de Brandy é obcecada em monitorar cada minuto do dia da filha, rastreando exaustivamente suas mensagens e seus perfis de redes sociais. Don encontra na pornografia uma válvula de escape, mas se assusta ao descobrir os mesmos hábitos no filho de 15 anos. Já Kent não entende como Tim pode preferir jogos virtuais ao time da escola.

Através de personagens em busca de afirmação, afeto ou identidade, sejam pais ou filhos, o roteiro discute os dois lados da moeda de tudo que se pode obter com um simples clique. Parece muito difícil para os personagens encontrar o equilíbrio entre uma cruzada burra contra o inevitável uso da tecnologia e a desatenção que pode desencadear uma exposição indesejada. Afinal de contas, como lidar com algo que nem mesmo a legislação regula corretamente?

Depois de um longa anterior muito abaixo de seu habitual padrão de qualidade (o decepcionante Refém da Paixão), Jason Reitman volta à boa forma com esta trama bastante atual. É preciso, ainda, parabenizar o seu talento para a direção de atores. Reitman é tão bom que consegue fazer uma limonada de limões como Adam Sandler e Jennifer Garner.

Nós Somos as Melhores!


Depois de ter sido exibido no Festival do Rio de 2013, chega nesta quinta-feira aos cinemas o novo filme de Lukas Moodysson. Nele, o diretor sueco apresenta um simpático painel do universo adolescente e da cena punk da Estocolmo do início dos anos 80. O roteiro, escrito por Moodysson, é inspirado nos quadrinhos que sua esposa Coco criou tendo como inspiração episódios da própria juventude. 

Kiara e Bobo têm 12 e 13 anos, são melhores amigas no colégio e se apoiam uma na outra para suportar o tédio da escola e a desatenção de suas famílias ausentes. Um dia, para implicar com um grupo de meninos mais velhos, elas decidem montar uma banda punk. Só que elas não têm instrumentos e não sabem tocar. Além do mais, ouvem dizer que o punk morreu. Mas o mais importante para as amigas é questionar. Para isso, elas se aproximam da certinha do colégio, Hedvig, com um plano: tomar lições de música e convencê-la de que Deus está morto.

O filme leva para as telas a própria essência da rebeldia punk através das meninas Mira Barkhammar e Mira Grosin – ótimas, por sinal. O filme é muito simpático e irreverente, mas, conforme a trama avança, a falta de um foco definido para a história se faz sentir. Há muitas cenas inegavelmente divertidas e uma penca de diálogos inspirados, mas de um modo um pouco desgovernado. Ou seja, muitas sequências são bacanas em separado, mas sente-se falta de um pouco mais de foco e coesão.

25 de nov de 2014

Sétimo


O recém-divorciado advogado Sebastián tem um jogo recorrente com os filhos sempre que vai buscá-los na casa de ex-esposa: ele pega o elevador no sétimo andar enquanto as crianças tentam chegar antes, descendo pelas escadas. A brincadeira vira drama no dia em que ele chega ao térreo, mas Luca e Luna não vêm correndo a seguir. Como podem duas crianças desaparecer dentro do prédio onde moram sem deixar vestígios?

Esse filme é a prova inequívoca de que mesmo um ator que escolhe cuidadosamente seus papéis pode errar feio. Apesar de protagonizado pelo muso absoluto do cinema portenho, Ricardo Darín, Sétimo é tão banal e sem vitalidade que nem mesmo um ator do calibre de Darín consegue salvá-lo. O roteiro tenta ser engenhoso e criar reviravoltas, mas é pouco convincente e falha em estabelecer qualquer tipo de tensão ou suspense. A trama oscila entre o óbvio e o mal explicado, culminando em uma resolução forçada e sem brilho.

Coprodução entre Argentina e Espanha, o filme também traz no elenco a atriz Belén Rueda, de O Orfanato. Esperemos que Belén e Darín tornem a trabalhar juntos em condições mais favoráveis.

23 de out de 2014

Relatos Selvagens


Estreia hoje o surpreendente e divertido Relatos Selvagens, mais uma bola dentro do sempre relevante cinema argentino. O filme, que foi exibido no Festival de Cannes, se divide em seis episódios. Em cada um deles há pelo menos um personagem que perde completamente o controle. Os motivos são os mais diversos: uma mulher diante do homem que levou seu pai ao suicídio, um xingamento de trânsito levado às últimas consequências, o sentimento de impotência do cidadão perante a burocracia e a corrupção estatal, uma noiva que descobre a traição do amado durante a festa de casamento, e por aí vai. 

A trama busca apresentar situações com as quais o público pode facilmente se identificar e certamente quem já passou por algo parecido teve pensamentos bem violentos a respeito. O que os personagens fazem é transformar tais instintos primitivos do ser humano em ações concretas, potencializando o efeito catártico do cinema. O roteiro poderia ter seguido o caminho do drama, mas em vez disso espertamente optou pelo tom de humor negro. O resultado final é uma delícia de se ver. Especialmente bom é o pesadelo kafkiano protagonizado por Ricardo Darín, contundente em sua pesada crítica às instituições – que na tela são argentinas, mas o espectador brasileiro se verá perfeitamente representado.

Vale muito a pena conferir esse novo exemplar do cinema dos hermanos, ainda mais pelo fato do longa ser o representante argentino para pleitear uma vaga na corrida ao Oscar 2015 de melhor filme em língua estrangeira. Podemos dizer que é uma candidatura bastante ousada, esperemos para ver como será recebida pela Academia.